Pages

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

ESCONDIDINHO DE CHARQUE AO MOLHO DE PEQUI

                                       ( com barrinhas de queijo coalho frito para acompanhar)

Então, pra quem não conhece, o pequí é  muito parecido com o abacate, mas que a gente só utiliza o coroço  para dar sabor e aromatizar a comida. Aquí em Recife não tem de jeito nenhum, mas eu tenho um cunhado que mora no Cariri e de lá ele me envia todo ano mais ou menos uns 100  pequís. Abro, retiro o caroço, passo óleo, guardo em saquinhos (12 em cada saco) e congelo . Sempre faço surpresa a Marido
preparando a comidinha que ele tanto gosta: baião de dois (completíssimo!)
Mas hoje resolví fazer diferente : Escondidinho!

                                      os pequís seis meses depois, descongelados e fresquíssimos!

                                         a pequizada (esse molhinho é delicioso)

Para o escondidinho : 1 kg de macaxeira cozida - 500 grs de carne de charque - 1 cebola roxa   picadinha- 4 dentes de alho - 1 colher de sopa de creme de cebola - pimenta moída -           cebolinha verde picadinha.

Cozinhar a macaxeira, escorrer (guarde a água do cozimento) e amassar com um garfo. Colocar numa panela 2 xícaras da água do cozimento, o creme de cebola ,desmanchar e colocar a macaxeira amassada.
Prove o sal e colque um pouco de pimenta moída. Reserve.


Cortar a carne em cubos e escaldar por 3 vezes. Desfiar e refogar com cebola e alho. Reserve. Untar um refratário e polvilhar farinha de rosca. Colocar uma camada da macaxeira, uma camada de carne e cobrir
com o restante da macaxeira.Pincelar uma gema e salpicar queijo parmesão ralado. Forno médio até dourar.

                                          charque refogada com cebola, alho e cebolinha verde


                                              pronto pra ir ao forno (salpiquei tb pimenta)


Molho de pequí : 12 caroços de pequí - 1l dágua - sal -
                Roux : 2 colheres de azeite - 1 colher de sopa bem cheia de farinha de trigo.

Levar os pequis ao fogo numa panela com água para que cozinhe por 15 minutos. Escorra e reserve o caldo dos pequis. Faça o roux: Numa panela aquecida coloque o azeite e doure a farinha de trigo. Coloque o
caldo dos pequis e mexa vigorosamente. Coloque os caroços dos pequis de volta à panela.

importatante : a gente deve só "roer" os pequís e nunca partí-los com os dentes ok? Ele tem espinhos perigosos dentro.

3 comentários:

  1. Fafah!
    Que coincidência! Moro em Juazeiro do Norte!
    Mas num aguento nem sentir o cheiro de pequi. Detesto, do mesmo tanto que cominho... :(

    Um beijão!
    Gabi
    http://www.vaidosaeprendada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fafah, gosto muito do seu blog. Tentei fazer escondidinho, mas não acertei a charque. Acho que na verdade não comprei uma muito legal. Sugiro um post sobre charque (truques, como comprar como dessalgar, tudo para iniciante, hihi...). Onde você compra, qual marca etc... O purê ficou um pouco ralo, mas o gosto tava ótimo! Fico no aguardo, obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mariana!

    Não faz tanta diferença assim a qualidade da charque. Se tiver muita gordura aconselho a retirá-la. Escalde pór 3 vezes e em seguida coloque na panela de pressão para "amolecer" com um pouco d'água( 1/2 xícara) e deixe por 10 minutos depois de "chiar" a panela. Desligue, tire a pressão, doure a carne na frigideira com cebola e sem gordura e depois coloque em pedaços no liquidificador pulsando apenas. Depois é só seguir a receita.
    bom apetite!
    bjs


    bjs

    ResponderExcluir